Orla de Porto Alegre – Centro

Enquanto vemos as imagens preliminares do projeto de reformulação de parte da orla de Porto Alegre, de autoria do arquiteto Jaime Lerner.

O atual estado das coisas reflete a inexistência de projetos para aquela porção da cidade por parte das diversas administrações – todos os equipamentos ali existentes foram dispostos de forma aleatória, muitas vezes resultado de ações de marketing travestidas de contribuição à cidade.

Esse quadro tem mudado, o que nota-se pelos projetos elaborados pela PMPA para a área do teatro Pôr-do-Sol e marina – estes sim verdadeiras formas de planejamento, projetando uma situação futura com objetivos definidos (vide os projetos).

Avaliando as imagens divulgadas para o projeto que pretende ser licitado ainda esse ano, nota-se que a solução adotada é certamente superior ao que temos hoje. Porém ela se mostra pouca ousada em algumas de suas soluções, sendo um projeto com enfoque na criação e definição de percursos, porém não propondo novos pólos para criar fluxos nos passeios que projeta.

Um bom projeto não necessita construir muito, nem utilizar um arquitetura mirabolante para atingir seus objetivos. Mas um pouquinho de ousadia seria bom, em especial nessa área, abandonada há tantos anos.

Seguem minhas propostas de reformulação da orla, elaboradas durante a disciplina de Urbanismo 4 na UFRGS. A diretriz geral da intervenção foi criar pólos e percursos na área. Um desses pólos foi um ambiente de bares, integrado à áreas verdes de lazer.

Porém o ponto principal da proposta é a construção da roda-gigante sobre o Guaíba, a exemplo da London Eye.

Vista da roda-giganteVista do ambiente de bares à beira do Guaíba. Ao fundo, a roda gigante que paira sobre o lago.

Ambiente de bares. Pólo na orlaAmbiente de bares. Pólo na orla

Google MapsVeja a localização no Google Maps